sexta-feira, 28 de março de 2014

Após dois dias em órbita, Soyuz se acopla à ISS com 3 tripulantes

Nave demorou mais do que o previsto por falha técnica, mas sem risco.
Durante espera, ela deu 34 voltas na Terra; conexão ocorreu sobre o Brasil.

Do G1, em São Paulo

Soyuz a poucos metros da ISS, nesta quinta-feira (Foto: Nasa)
saiba mais

A nave Soyuz chegou na noite desta quinta-feira (27) à Estação Espacial Internacional (ISS). O foguete havia decolado nesta terça (25) do Cosmódro de Baikonur, no Cazaquistão, com três tripulantes a bordo.

O acoplamento com a ISS aconteceu às 20h53 (horário de Brasília) desta quinta, quando o conjunto estava a 405 km acima do norte do Brasil, segundo informa a Nasa.

A Soyuz permaneceu em órbita por dois dias por causa de uma falha técnica, e deu 34 voltas na Terra durante esse período. O plano inicial era que ela chegasse à ISS seis horas após o lançamento.

O problema técnico que impediu a nave de chegar à ISS seis horas não colocou a tripulação em risco, segundo a Nasa. O que ocorreu foi que, algumas horas após o lançamento, a Soyuz não conseguiu fazer a propulsão necessária para corrigir sua órbita e chegar à ISS no tempo inicialmente previsto, que seria suficiente para fazer quatro órbitas. Com isso, os técnicos responsáveis pela viagem decidiram então fazer a aproximação em 34 órbitas, procedimento que já foi o padrão anteriormente.

A tripulação inclui dois cosmonautas russos - os engenheiros de voo Alexander Skvortsov e Oleg Artemyev - e um astronauta americano - Steve Swansone. Após passarem por todos os procedimentos de abertura da da Soyuz, eles serão recebidos pelos três astronautas que já estavam na ISS, e se familiarizarão com o ambiente da estação. Depois, nesta sexta feira, todos os seis tripulantes terão um dia livre para descansar.

No domingo, partirá do Cabo Canaveral, na Flórida, o foguete SpaceX Falcon levando a cápsula de carga Dragon.
Foto de longa exposição mostra nave Soyuz decolando no Cazaquistão (Foto: AP Photo/Dmitry Lovetsky)

A Soyuz levanta voo de Baikonur (Foto: Reprodução/Nasa)
Astronauta americano dentro da Soyuz instantes antes do lançamento (Foto: Reprodução/Nasa)
O engenheiro de voo Steve Swanson, da Nasa (esquerda), o comandante da Soyuz Alexander Skvortsov, da agência federal espacial russa (Roscosmos), e o engenheiro de voo Oleg Artemyev, também da Roscosmos, são fotografados nesta terça-feira (25) em Baikonur (Foto: NASA/Joel Kowsky)
Um padre ortodoxo faz uma bênção na plataforma de lançamento da nave Soyuz, no cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão (Foto: NASA/Joel Kowsky)

Nenhum comentário:

Postar um comentário